Aproximadamente 2.500 documentos datados entre os últimos anos do século XIX e as primeiras décadas do século XX, que fazem parte do acervo jurídico histórico pertencente à Comarca de Formiga agora serão recuperados por meio da implantação do projeto ?Fórum Documenta?. Um convênio firmado entre o município e a Universidade Federal de São João Del Rei.
A aprovação por unanimidade da proposta, que prevê o repasse de R$19.607,49 para a realização dos trabalhos desse acervo que hoje se encontra no Fórum Magalhães Pinto, ocorreu na segunda-feira (24), durante reunião da Câmara de Formiga.
Com o convênio, todo esse material será enviado para a Universidade de São João Del Rei, onde existe o Laboratório de Conservação e Pesquisa Documental (Lab Doc), onde os documentos serão restaurados e higienizados para durarem por longos anos.
Por fazerem parte do acervo do Fórum, outro convênio será firmado com o município, que por meio da Secretaria de Cultura passará a ter a guarda desse material. De acordo com a Secretária de Cultura, Elizabeth Baptista, o convênio com a Universidade tem a duração de um ano. ?Como são muitos documentos, poderá ser necessário um tempo maior, então teremos que refazer esse convênio?, explicou.
Todo esse material de grande valor histórico para o município, nunca foi colocado à disposição de pesquisadores e da população em geral. Porém, com o trabalho que será realizado por profissionais da universidade federal, a administração pretende, além de preservar a história do município contida nesses documentos, possibilitar seu uso. ?Creio que esse feito é um marco para a cidade. Trata-se de um resgate de informações que podem acrescentar no que se sabe sobre a história de Formiga?, disse a secretária que se garante que tão logo esse material seja liberado pela UFSJ será disponibilizado no Museu Histórico Municipal para que pesquisadores e a própria população tenha oportunidade de conhece-lo
Com a aprovação do convênio, serão recuperados manuscritos diversos, como testamentos, processos de inventários e criminais que ajudam a remontar os primeiros anos de emancipação politico/administrativa de Formiga que em 2014 completa 156 anos.

print
Comentários