Durante uma viagem a China, o estudante canadense Ben Gulak, na época com 18 anos, ficou impressionado com a poluição e a enorme quantidade de pessoas. Decidiu ali mesmo que desenvolveria um meio de transporte mais compacto e mais limpo.
Depois de um ano de estudo, nasceu o Uno. O veículo tem duas rodas, mas em vez de ficarem uma atrás da outra, como nas motos convencionais, elas são paralelas. Observada pela lateral, a moto parece ter apenas uma roda (daí a escolha do nome Uno). Quem olha pela primeira vez pensa logo numa daquelas engenhocas do Batman. Para garantir o equilíbrio do piloto, o sistema de controle funciona como um giroscópio.
A moto pode ainda ser modificada, dependendo do uso: para baixas velocidades, as rodas podem permanecer paralelas. Para trechos de alta velocidade, o veículo pode ser modificado, ficando com uma roda a frente da outra.
Apesar de o invento ter sido criado quando Gulak ainda era estudante, a ideia vem ganhando força. Até uma empresa, a BPG Motors, foi criada para tornar o produto comercial. Segundo o próprio site, o veículo traz a vantagem de ser muito compacto, fácil de estacionar e menos poluente que as motocicletas convencionais. Sem contar que muita gente vai virar a cabeça para ter certeza que viu mesmo uma moto de uma roda só ou se era só ilusão.

print
Comentários