Redação Últimas Notícias

A unidade IV do projeto Tatame do Bem foi arrombada. Um vídeo feito pelo professor Walisson Tavares explicando sobre o ocorrido circulou nas redes sociais na noite dessa segunda-feira (7).

Na filmagem, o atleta relatou que ao chegarem ao local para o treino nessa segunda, ficaram assustados com a situação no local.

Walisson relatou que essa é a terceira vez que a unidade é alvo de furto e solicitou apoio às autoridades.  “Chegamos aqui e encontramos as coisas reviradas. Coisas como essa desmotivam a gente, pois até as luzes foram furtadas.  As pessoas que fizeram isso tentaram entrar pelo portão e não deram conta. Então, conseguiram tiraram algumas telhas e entrar pelo telhado.

No vídeo, Walisson mostrou também a situação da cozinha. “Aqui é feito o lanche das crianças. As prateleiras estavam cheias, levaram alimentos, panelas e quimonos. É lastimável o que aconteceu, mas a gente não vai parar não, vamos continuar. Mas a gente cobra que alguma coisa seja feita e isso não aconteça mais. Que a gente possa trabalhar aqui com segurança. Que a gente possa chegar aqui e encontrar o local como deixamos”.

O professor reforçou que a unidade é fundamental para a comunidade Geraldo Veloso. O projeto oferece gratuitamente aulas de jiu-jitsu e capoeira para as crianças e é uma forma de mantê-las longe da criminalidade. O trabalho é realizado no Geraldo Veloso há cerca de 8 anos.   

A Polícia Militar foi acionada e, em nota, orientou a população “a não comprar produtos sem nota fiscal ou de procedência duvidosa, ainda mais se o preço estiver abaixo do praticado”.

Doação de alimentos

As refeições servidas na unidade são feitas por meio de doação de alimentos. Quem puder colaborar com as doações podem entregar os donativos na rua Doutor Ênio José Batista, 202, Centro.

Os interessados podem doar: arroz, feijão, macarrão, ovos, carnes, verduras, legumes, açúcar, sal, café, leite, bolachas, sucos, temperos (alho, cebola e cheiro verde), óleo e molho de tomate.

Fotos: divulgação
Imprimir