A Usiminas confirmou nesta sexta-feira (10) que paralisará, de forma emergencial e temporária, os altos-fornos da Usina de Ipatinga, onde ocorreu, no início desta tarde uma explosão em um gasômetro.

Mesmo com a suspensão das atividades, o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Ipatinga e Região (Sindipa), Geraldo Magela Duarte, informou que os funcionários que trabalham no turno da tarde estão autorizados a entrar na usina. Essa informação, porém, não foi confirmada pela Usiminas.

O acidente aconteceu no início da tarde e deixou 34 feridos, entre empregados e terceirizados. Ainda não há informações concretas sobre o estado das vítimas, mas as primeiras informações indicam que não há feridos graves.

Susto

A explosão provocou pânico entre trabalhadores da unidade e assustou moradores da cidade localizada no Vale do Aço. Uma espessa coluna de fumaça preta pôde ser vista a quilômetros de distância do local da explosão.

De acordo com nota publicada pela empresa no Twitter, toda área de risco foi evacuada. “A equipe de brigadistas da empresa está atuando no local e a canalização de gás já foi bloqueada, não havendo vazamento”, informou.

O Corpo de Bombeiros garantiu que não há necessidade dos moradores de bairros próximos à siderúrgica deixarem as casas. O prefeito Nardyello Rocha (MDB) também reforçou que a qualidade do ar do município não foi prejudicada pelo gás.

Confira a nota da Usiminas:

“A Usiminas informa que registrou uma explosão em um gasômetro da Usina de Ipatinga. Até o momento, não há registro de vítimas e toda a área de risco da usina foi evacuada. A equipe de brigadistas da empresa está atuando no local e a canalização de gás já foi bloqueada, não havendo vazamento”.

(Foto: divulgação WhatsApp))

IMPRIMIR

Fonte:

Hoje em Dia