A administração municipal está deixando a desejar, desde o início dessa gestão, principalmente em relação ao cuidado com os locais públicos.
Os vários banheiros públicos instalados pela cidade são um exemplo disso. Na semana passada o jornal publicou uma matéria sobre o ato de vandalismo praticado no banheiro recém-inaugurado da praça Ferreira Pires. Banheiro esse que foi entregue para uso da população sem estar totalmente concluído.
Nesta semana, a redação do jornal recebeu uma reclamação de uma mulher sobre a situação dos banheiros públicos do Terminal Rodoviário.
A reclamante foi levar a mãe dela para uma viagem e ao entrar no banheiro não aguentou o mau cheiro e sujeira no local e saiu sem conseguir usá-lo.
?Fiquei pensando em um visitante que precisa usar o banheiro, não dá coragem de usar. Além de sujos, estão com um cheiro insuportável. Estão nojentos?, disse.
O jornal entrou em contato com a Prefeitura para saber sobre o assunto e recebeu a seguinte resposta da Secretaria de Comunicação: ?A limpeza dos banheiros é feita duas vezes por dia durante toda a semana?.
Infelizmente a nota não condiz com a situação encontrada pela equipe de redação, que esteve no local e conferiu a veracidade da reclamação da mulher.
A equipe constatou também que apenas um dos dois banheiros, tanto feminino como masculino estão em uso. Os outros estão com as portas trancadas.
Sem bebedouros
Além da situação crítica dos banheiros, outra situação que está deixando a população indignada é a falta de um bebedouro no local.

Desde que os bebedouros foram destruídos, em um ato de vandalismo, no dia 15 de dezembro, os usuários do Terminal não tem onde beber água.
Referente à falta de bebedouros a Secretaria de Comunicação enviou a seguinte resposta: ?Os bebedouros estão em manutenção porque foram depredados. Os vândalos foram identificados, apreendidos pela polícia e depois soltos por serem menores?.
A secretaria não informou quando os bebedouros serão recolocados no Terminal Rodoviário.
Enquanto isso, se os usuários do Terminal quiserem matar a sede terão que desembolsar dinheiro para comprar água na lanchonete do local ou em outras localizadas no entorno da Rodoviária. Em relação às necessidades fisiológicas, ou os usuários suportam o mau cheiro dos banheiros para poder usá-los ou terão que procurar outros banheiros próximos ao Terminal, que estejam em melhores condições.

print
Comentários