Desde o dia 1º de julho, a Unidade de Terapia Intensiva Neonatal da Santa Casa de Caridade de Formiga voltou a funcionar. Porém, a internação das quatro crianças na unidade foi determinada pela Justiça, uma vez que a UTI ainda não está credenciada junto ao Ministério da Saúde.
Um passo importante para que esse credenciamento ocorra é a aprovação da estrutura pela Vigilância Sanitária, o que já ocorreu e pela Comissão Intergestores Bipartite do Sistema Único de Saúde do Estado de Minas Gerais ? CIB-SUS/MG, que também aprovou a constituição (estrutura e sistema de atendimento) da UTI Neonatal em reunião realizada na quarta-feira (16). ?Estamos muito próximos de conquistarmos esse credenciamento. Após a homologação da aprovação do CIB, que deve ocorrer na segunda-feira (21), em 30 ou no máximo 40 dias o credenciamento deverá ser concretizado?, explicou o provedor da Santa Casa, Geraldo Couto.
A estrutura foi inaugurada no dia 8 de novembro de 2013 com previsão de funcionamento a partir de 1º de dezembro do mesmo ano, mas não foi o que ocorreu.
A primeira internação na unidade foi realizada no dia 17 de fevereiro, quando uma menina, nascida em Bom Despacho, que apresentou problemas respiratórios após o parto, foi trazida para a Santa Casa.
Algum tempo depois, a UTI parou de funcionar devido aos altos custos de manutenção que chegam a R$26 mil e que deveriam ser arcados pela própria Santa Casa. De acordo com a entidade, nesse período já estavam sendo preparados os documentos para o credenciamento, que são muitos, por isso a demora.
Com a aprovação da CIB-MG, o local já poderá voltar a funcionar. ?Com a homologação, a Secretaria de Estado de Saúde passa a arcar com os procedimentos e a UTI pode voltar a funcionar?, completou Geraldo Couto.

Imprimir
Comentários