Um dos lados da ?loja de vidro? foi totalmente quebrado e pedaços ficaram espalhados pela praça, até do outro lado da rua podia-se ver estilhaços de vidro. Pela manhã, foi feita a limpeza no local. Mais um ato de vandalismo contra o patrimônio público em que os culpados provavelmente ficarão impunes.
Os banheiros públicos, que foram construídos naquela praça e que também continham ?paredes de vidro?, foram por diversas vezes alvo de vandalismo e, por fim, foram retirados pela administração municipal, que foi criticada em várias ocasiões pelo descaso com o local.
Aquela, que já foi uma praça frequentada por famílias, crianças e jovens, casais de namorados, ponto de encontro da juventude nos fins de semana, hoje é um dos lugares mais críticos da cidade e se transformou em um verdadeiro ?ponto de trafico de drogas?, denominada de ?mini cracolândia?.
Em plena luz do dia, aos olhos de todos, se veem pessoas ali comercializando e consumindo drogas, além de ser um ponto também de prostituição, pois muitas menores de idade ficam ali aguardando seus ?clientes?.
A praça foi revitalizada no mandato do ex-prefeito Juarez Carvalho, para ser um espaço moderno, com construções de linhas arrojadas, uma ?fonte luminosa? que fazia a alegria das crianças no verão e atraía turistas. Foram instalados ali banheiros públicos modernos, uma banca de revistas bem sofisticada e um local destinado ao funcionamento da Secretaria de Turismo, com placa chamativa e tudo o mais também se somaram ao piso diferenciado que substituiu o antigo e à nova iluminação da praça.
Os comerciantes e moradores daquelas imediações fazem constantes reclamações do local e muitos já se mudaram dali. Um detalhe é que a Câmara Municipal é situada bem em frente à praça e, mesmo com as inúmeras manifestações, reivindicações e denúncias, quase nada foi feito para melhorar a situação da Ferreira Pires.
Fica a pergunta: será que a administração municipal terá que desativar também aquela construção, que já significa dinheiro jogado fora?

print
Comentários