Desde novembro do ano passado, Minas Gerais já aplicou cerca de 400 mil doses de vacina contra a meningite C, quando o Estado se antecipou ao calendário nacional e passou a oferecer a imunização contra a doença para crianças menores de dois anos.
A elevada taxa de adesão à campanha de vacinação, que já seria motivo para comemorar, traz outro dado positivo: a redução do número de casos de meningite C na faixa etária já vacinada. Em 2009, foram 12 casos, enquanto em 2010, até o momento, ocorreram apenas quatro notificações.
?Embora o ano ainda não tenha terminado, já é possível perceber que haverá uma diminuição em relação aos outros anos. A tendência é que a situação melhore cada vez mais, pois, com a vacinação, o vírus irá circular menos, reduzindo as possibilidades de disseminação da doença entre a população menor de dois anos?, destacou a coordenadora estadual de imunização, Tânia Brant.
Em todos os postos de saúde a vacina já está disponível e pode ser aplicada a partir do terceiro mês de vida do bebê. Crianças menores de um ano devem tomar uma segunda dose dentro de dois meses.
Por ter sido o primeiro Estado a oferecer a proteção contra a doença, Minas Gerais também será pioneira na fabricação da vacina. Por meio de um acordo assinado com o laboratório Novartis, a Fundação Ezequiel Dias (Funed) produzirá o insumo. A expectativa é de que, num prazo de cinco anos, o laboratório do Estado esteja pronto para produzir cerca de 12 milhões de doses por ano, gerando assim uma economia de 40% em relação aos gastos com o combate à doença.

Meningite
As meningites são inflamações nas membranas que recorrem o sistema nervoso central, chamadas meningites. Podem ser causadas por vários micro-organismos como bactérias, fungos, vírus e parasitas. A meningite do tipo C, que é combatida por meio da vacina, é apenas um dos 13 sorogrupos da bactéria meningococo, um dos principais agentes causadores da doença.
Os principais sintomas são febre, dor de cabeça intensa, vômitos, prostração, convulsões e sinais de irritação das meningites. A forma mais grave manifesta-se como uma infecção generalizada, com manifestações de hemorragias, que podem levar à morte em 24 horas.
A transmissão da doença meningocócica ocorre, na maioria das vezes, pelo contato direto com as secreções respiratórias dos doentes. As meningites ocorrem o ano todo, sendo endêmicas em vários países. São mais freqüentes no inverno ou em períodos de baixa umidade do ar. Em Minas Gerais, a doença meningocócica também é endêmica, com 382 casos anuais e taxa de letalidade por volta de 34%.

Imprimir
Comentários