A Vale inaugurou, nessa terça-feira (17), a Fábrica de Blocos do Pico, primeira planta piloto
de produtos para a construção civil cuja matéria-prima principal é o rejeito da atividade
de mineração.

Instalada na Mina do Pico, no município de Itabirito (MG), a fábrica promoverá a
economia circular na operação de beneficiamento do minério de ferro. Após o período
de testes, a expectativa é que, a cada ano, cerca de 30 mil toneladas de rejeito deixem
de ser dispostas em barragens ou pilhas para serem transformadas em 3,8 milhões de
produtos pré-moldados, como pisos intertravados, blocos de concreto estruturais,
blocos de vedação, placas de concreto, manilhas, blocos de vedação, dentre outros.

A empresa investiu cerca de R$ 25 milhões em pesquisa e desenvolvimento tecnológico
(P&D) nos primeiros dois anos da Fábrica de Blocos do Pico, que contará com a
cooperação técnica do Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (CEFETMG). Dez pesquisadores da instituição atuarão na pesquisa nesse período, entre
professores, técnicos de laboratório e alunos de pós-graduação, graduação e curso
técnico.

Além de ser construído conforme as normas de segurança e saúde ocupacional, todo o
sistema de produção da fábrica é automatizado, evitando o desgaste físico da equipe na
manipulação das peças. De acordo com Karina Rapucci, gerente-executiva do Complexo
Vargem Grande, a planta foi pensada para ser sustentável em todos os aspectos. “Além
do reaproveitamento do rejeito, a fábrica promove segurança, ergonomia e conforto
para o time. Esse projeto também está alinhado ao movimento pela diversidade e
inclusão na mineração, uma vez que foi executado e será operado por mulheres”.

O presidente do SINDIEXTRA e Vice Presidente da FIEMG, Jose Fernando Coura, esteve
presente no evento representando o presidente da FIEMG Flávio Roscoe, juntamente
com o Diretor Executivo de Ferrosos da Vale, Marcello Spinelli, e a Gerente Executiva

Operacional da Vale, Karina Rapucci, acionou os equipamentos para dar início as
operações desta fábrica.

A Fábrica de Blocos do Pico é iniciativa pioneira e volitiva da Vale e terá o
acompanhamento técnico do Centro Federal de Tecnologia de Minas Gerais – CEFET,
através de um convênio específico entre a empresa e o CEFET.

Fonte Fiemg

print
Comentários