Minas Gerais recebeu, até esta segunda-feira (22), 1.171.180 doses de vacinas contra a Covid-19. Deste total, segundo o Painel Vacinômetro do governo do estado, foram aplicadas 499.928 primeiras doses e 178.051 segundas doses. Ou seja, ainda restam 493.201 doses a serem aplicadas pelas prefeituras de todo o estado.

Na região Centro-Oeste de Minas, as principais cidades – Divinópolis, Formiga, Pará de Minas, Itaúna, Itapecerica, Oliveira, Bom Despacho, Cláudio e Lagoa da Prata – já receberam, ao todo, 30.615 doses. Deste total, mais de 21 mil foram aplicadas (veja dados detalhados mais abaixo).

Parece muito, mas, na prática, essas vacinas começam a se esgotar, quase um mês após o início da imunização em Minas Gerais, sem terem conseguido atingir nem os grupos mais prioritários do plano nacional de imunização, que são os trabalhadores da saúde e idosos, principalmente.

Segundo balanço do governo estadual, os seguintes grupos já receberam a primeira dose da vacina no Estado:

  • 100% das pessoas com deficiência institucionalizadas;
  • 84,93% da população indígena;
  • 56,34% dos idosos institucionalizados;
  • 60,18% dos profissionais de saúde.

O percentual cai quando considerada a segunda dose, que garante a imunização completa.

Situação do estoque de vacinas no Centro-Oeste de MG

CidadesDoses recebidasDoses aplicadasEstoqueHá risco de a campanha ser interrompida agora?
Arcos1.186833353O Município aplicou todas as primeiras doses e tem asseguradas as segundas doses; não tem mais dose em estoque para novas vacinações
Bom Despacho1.7191.63485De acordo com a Prefeitura, as doses recebidas até o momento não são suficientes para imunizar todos os grupos prioritários
Cláudio1.104782322Não respondeu até a última atualização da reportagem
Divinópolis12.3326.5395.793Não respondeu até a última atualização da reportagem
Formiga2.9361.7411.195De acordo com a Prefeitura, as doses recebidas até o momento não são suficientes para imunizar todos os grupos prioritários
Itaúna3.9062.998938De acordo com a Prefeitura, o número de vacinas ainda não é suficiente.
Itapecerica1.078845233De acordo com a Prefeitura, as doses recebidas até o momento não são suficientes para imunizar todos os grupos prioritários
Lagoa da Prata2.0481.553495Não respondeu até a última atualização da reportagem
Oliveira1.9841.717267Não respondeu até a última atualização da reportagem
Pará de Minas2.9882.408580Não respondeu até a última atualização da reportagem

Fonte: Prefeituras e Governo de MG

O Ministério da Saúde informou, na última quinta-feira (18), que precisará rever a distribuição das doses de vacinas contra a Covid-19 relativas ao mês de fevereiro, divulgada aos secretários de saúde dos estados e Distrito Federal.

Será o primeiro revés no anúncio feito pelo ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, de que 230 milhões de doses serão entregues até 31 de julho. Dentro deste total, a previsão era entregar 11,3 milhões de doses em fevereiro. Destes, 9,3 milhões eram da CoronaVac. Outras 2 milhões de doses são da vacina Oxford/AstraZeneca, importadas da Índia.

De acordo com o ministério, a mudança será necessária porque recebeu ofício do Instituto Butantan na tarde de quinta com a informação de que “receberá somente 30% dos imunizantes previstos em contrato para fevereiro, totalizando apenas 2,7 milhões de doses”.

Arcos

Conforme a Prefeitura de Arcos, até a última sexta-feira (19), o município imunizou 833 pessoas, sendo:

  • 669 Trabalhadores de saúde
  • 164 Idosos

A Prefeitura destacou ainda que, até o momento, o grupo priorizado é o dos idosos com mais de 90 anos; 99% deles já foram imunizados. Em relação à população, foram vacinados 2.82%.

Também de acordo a Administração Municipal, todas as primeiras doses foram aplicados e a Prefeitura tem asseguradas as segundas doses. O Executivo ressaltou que não não tem mais dose em estoque para novas vacinações.

Bom Despacho

Até esta sexta-feira (19), Bom Despacho recebeu 1.719 doses do imunizante contra a Covid-19. De acordo com a Prefeitura, foram imunizados até a semana passada cerca de 1.634 pessoas. Segundo a Prefeitura, deste total, 232 são idosos acima de 90 anos.

O município já imunizou 1.355 trabalhadores da área da saúde. Em relação aos estoques de vacina, a Administração Municipal destacou que, por enquanto, os imunizantes não foram suficientes para atender a todos os grupos prioritários.

Cláudio

Em Cláudio, de acordo com o painel do vacinomêtro do Governo de Minas, até o momento, foram recebidos 1.104 imunizantes. Deste total, 782 vacinas já foram aplicadas.

G1 entrou em contato com a assessoria de comunicação da Prefeitura para detalhes das imunizações, mas não houve retorno até a última atualização desta reportagem.

Divinópolis

Conforme o painel do Vacinomêtro do Governo de Minas, até o momento, Divinópolis recebeu 12.332 imunizantes. Destes, 6.539 vacinas já foram aplicadas.

O G1 solicitou a Prefeitura a sexta-feira (19), detalhes sobre as imunizações, mas não houve retorno até a última atualização desta reportagem.

No sábado (20), o município realizou um drive-thru para imunizar 400 profissionais da área da saúde que estão fora da linha de frente da Covid-19. Eles se inscreverem para receber a imunização conforme cadastro aberto pelo Município na última semana.

Até o momento, a cidade já imunizou profissionais de saúde de todos os hospitais de Divinópolis, profissionais do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência e Emergência (Samu), idosos institucionalizados e idosos acima de 90 anos.

Formiga

Conforme o painel do Vacinomêtro do Governo de Minas, até o momento, Formiga recebeu 2.936 imunizantes. Ainda segundo o portal, foram aplicadas 2.561 doses. Entretanto, segundo a assessoria de comunicação da Prefeitura, até a última sexta-feira (19) o município havia imunizado 1.741 pessoas.

A Prefeitura disse ainda que obteve 100% da imunização de idosos institucionalizados, 100% da imunização de deficientes maiores de 18 anos institucionalizados; 9,1% dos idosos com mais de 80 anos foram vacinados.

O município também vacinou cerca de 27% dos trabalhadores da saúde. Ainda segundo a Prefeitura, o município não tem população indígena.

Itaúna

A Prefeitura de Itaúna disse que até a última quinta-feira (18), o município recebeu 3.906 doses. Foram aplicadas 119 doses em idosos em Instituições de Longa Permanência, 28 doses em pessoas com deficiência institucionalizadas, 2.704 em profissionais de saúde e 175 em idosos com mais de 90 anos.

A Prefeitura explicou que houve 60 doses extras nos frascos, o que explica a diferença na soma no total de imunizantes recebidos e doses aplicadas. A administração também ressaltou dois imunizantes foram perdidos, pois os frascos não apresentavam rótulos.

Itapecerica

O painel do Vacinometrô aponta que Itapecerica recebeu 1.070 doses e aplicou 848 doses. Apesar disso, a Prefeitura informou ao G1 que chegaram ao município 858 doses.

Ainda segundo o Executivo, as 220 doses que faltam para totalizar o informado pelo vacinômetro estão separado para a cidade, mas estão com a Superintendência Regional de Saúde em Divinópolis.

Lagoa da Prata

Em Lagoa da Prata, de acordo com o painel do governo, foram recebidas 2.048 doses do imunizante. Deste total, 1.553 doses já foram aplicadas.

O Município não informou detalhes das imunizações.

Oliveira

A cidade de Oliveira recebeu, segundo o painel do vacinômetro do Governo de Minas, 1.984 doses de imunizantes. Do total, 1.717 já foram aplicadas, conforme o painel.

O Município não informou detalhes das imunizações.

Pará de Minas

O município de Pará de Minas recebeu 2.988 doses de imunizantes. Do total, 2.408 já foram aplicadas.

G1 entrou em contato com a Prefeitura para saber detalhes das imunizações, mas não obteve retorno até a última atualização da reportagem.

Matéria do G1

Imprimir
Comentários