O vereador Luciano Duque esteve no dia 2 de junho no bairro Geraldo Veloso, a fim de fiscalizar o andamento de obras que já deveriam estar em processo de construção no bairro, após a aprovação de verbas por parte do Legislativo.

No local, o edil confirmou as denúncias que vem sendo feitas pelo portal Últimas Notícias e pela própria população, de que apesar da liberação do dinheiro, de obras mesmo, foram feitas apenas a terraplanagem e um muro de contenção no terreno que deveria abrigar o Centro de Educação Infantil do bairro, trabalho realizado ainda no primeiro semestre do ano passado. Já na área da saúde,  nada foi feito.

Para buscar explicações e denunciar o que chamou de irregularidades, o vereador se reuniu na sexta-feira (12), com a promotora de Justiça, Clarissa Gobbo, quando apresentou diversos projetos aprovados e em tramitação no Legislativo na área da saúde (R$1.050 milhão, aprovados no dia 18 de agosto do ano passado e mais R$1.708.374,70 aprovados no dia 5 de fevereiro. Valores destinados à construção de uma Unidade Básica de Saúde no Geraldo Veloso).  Ele falou ainda do projeto que deu entrada na Câmara na semana passada, solicitando aprovação de outra verba para a mesma construção, o projeto agora tem o valor de R$32.500, destinados à construção de uma entrada na UBS.

“Saúde é coisa séria, e dou total atenção aos projetos relacionados a este assunto. Porém, quando a verba não é devidamente utilizada, eu cobro explicações, se não sou atendido, vou cobrar através da Justiça. Já aprovamos um grande valor, agora querem mais dinheiro, sendo que nada foi feito?

Não posso concordar”. Comentou o vereador que também quer soluções para as atuais condições da UPA, que apesar de praticamente pronta, nunca é inaugurada.

“Pedi diversas vezes que enviassem explicações de como estão sendo utilizadas essas verbas destinadas tanto para UPA quanto para a UBS no Geraldo Veloso, fui à Prefeitura pessoalmente, e nada, nenhum detalhe foi mencionado. Agora fui à promotoria, fui representar o povo de Formiga que sonha com estes benefícios que estão parados sem explicações”, comentou o vereador

A promotora recolheu os documentos fornecidos pelo vereador e prometeu investigar o uso das verbas citadas.

 

Redação do Jornal Nova Imprensa

Imprimir
Comentários