O vereador Antônio Marcos Silva (PT), mais conhecido como “Tonho Marco”, matou a tiros o sobrinho, de 21 anos, após uma discussão familiar em Pedra do Indaiá. O crime ocorreu no sábado (29), em um sítio da família, na comunidade rural de Mata dos Lemos. O pai dele foi atingido no braço ao tentar evitar o crime.

O vereador está foragido. De acordo com o portal G1,  a Câmara Municipal informou nesta segunda-feira (1º), que o setor jurídico do Legislativo está discutindo o assunto e deve se posicionar sobre o ocorrido.

De acordo com relatos de testemunhas à Polícia Militar (PM), a família estava em uma fazenda e após uma discussão, o vereador deixou a propriedade muito alterado. Horas depois ele voltou ao local, armado, e atirou em direção ao sobrinho.

O pai do vereador tentou impedir a situação, mas ao segurar o filho a arma disparou atingindo o braço dele de raspão. Em seguida, o vereador fugiu do local.

As vítimas receberam socorro ainda no local, mas o jovem não resistiu aos ferimentos. A perícia da Polícia Civil esteve na propriedade rural e, após os trabalhos de rotina, liberou o corpo para a família. O sepultamento do jovem ocorreu na tarde desse domingo (30) no cemitério municipal.

O avô da vítima, pai do vereador, foi socorrido e encaminhado para o hospital.

Investigação

O delegado da Polícia Civil, a frente do caso, Lucélio Silva, disse que as pessoas que estavam no local do crime serão ouvidas a partir desta segunda-feira.

“Iniciamos as oitivas nesta segunda. Seria uma discussão em relação a uma manada de porcos que havia invadido a propriedade do vereador. Ele discutiu com a vítima, voltou ao local armado e ocorreu ao disparo. Assim que for realizada a oitiva das testemunhas vamos pedir a prisão dele”, informou o delegado.

 

 

 

Fonte: G1||

Imprimir

Comentários