Além de todas as polêmicas na reunião da Câmara desta semana, os vereadores Moacir Ribeiro/PMDB e Gonçalo Faria/PSB questionaram os requerimentos com as indicações dos membros da CPI da Saúde, instaurada no início deste mês.
Eles questionaram que, quando protocolaram na secretaria da Câmara os requerimentos indicando os seus respectivos nomes para a comissão, foram informados de que, até aquele momento, por volta das 18h do último dia de prazo, nenhum vereador teria protocolado o requerimento.
Mas, para a surpresa deles, a comissão já estava até nomeada, sendo feito um único requerimento que apontava os nomes de José Gilmar Furtado/DEM presidente, Eugênio Vilela/PV relator e Edmar Ferreira/PT membro.
Os vereadores (Bloco da Maioria) teriam se reunido no gabinete do presidente Reginaldo Henrique dos Santos (Dr. Reginaldo/PCdoB) e feito a nomeação, minutos antes da reunião do dia 10 de agosto.
Gonçalo Faria e Moacir Ribeiro pediram que seus requerimentos sejam analisados pela assessoria jurídica da Câmara, visto que agiram de acordo com o Regimento Interno. A vereadora Rosimeire Mendonça/PMDB disse que a nomeação da CPI foi feita ?às escuras? e questionou que, no último mandato, todas as designações de CPI foram feitas em plenário.
Durante a coletiva com a imprensa na manhã de terça-feira (25), Dr. Reginaldo ressaltou que não fizeram a nomeação às escuras e que designaram os membros na sala do presidente, sem esconder nada de ninguém.
O presidente enfatizou que os vereadores que estão questionando os requerimentos não quiseram assinar o documento de instauração da CPI e disse que eles espertamente iriam falar que não fizeram a nomeação dentro do prazo. ?Esse jogo de esperteza, de neguinho que está acostumado a mandar aqui dentro, que acabou a boquinha deles, acabou a mamadeira deles, é que eles estão protestando, disparou Dr. Reginaldo.
O caso está em estudo pela assessoria jurídica da Câmara, já que Gonçalo Faria e Moacir Ribeiro apontam irregularidades na nomeação dos membros da CPI e cobram seus direitos enquanto vereadores. Dr. Reginaldo garante que se tiverem direitos eles serão concedidos.
Andamento da CPI
Segundo Dr. Reginaldo, os membros da CPI da Saúde enviaram na semana passada documentos com pedidos de informações para a administração municipal. O prazo é 15 dias para as respostas. Em seguida, a comissão passará para os depoimentos e análises dos depoimentos.
O presidente do Legislativo revela que outras cinco CPIs estão represadas na Câmara, uma vez que os vereadores não tem obtido respostas dos pedidos de informações feitas. Mas ele ressalta que primeiro quer esperar o andamento da CPI da Saúde.

Imprimir
Comentários