Por volta das 19h30, desta segunda-feira (26), os vereadores Arnaldo Gontijo e Mauro César estiveram no Pronto Atendimento Municipal (PAM) para averiguar o atendimento no local.
Uma equipe do jornal Nova Imprensa esteve acompanhando os edis e flagraram cerca de 70 pessoas, entre pacientes e acompanhantes esperando para serem atendidos.
Com a real situação no local, que estava apenas com um médico de plantão, os vereadores solicitaram que ligassem para a secretária de Saúde, Maria Inês Macedo, para que ela tomasse ciência que eles estavam ali. A secretária solicitou que eles marcassem uma reunião com ela para esta terça-feira (27).
Um jovem que sofreu um acidente e quebrou o pé foi atendido pelo profissional de plantão, que disse ao paciente que não podia fazer nada e que ele voltasse na quinta-feira. Em seguida, por volta das 20h, chegou o outro médico que deveria estar no local às 19h. Com a confirmação dos fatos, Mauro César e Arnaldo acionaram a Polícia Militar e registraram um Boletim de Ocorrência.
Durante a reunião do Legislativo, os vereadores expuseram uma foto, postada nas redes sociais neste fim de semana, que chocou muita gente, mostrando a situação que se encontrava o veículo que transportava a refeição para os funcionários do PAM.
Arnaldo Gontijo, que faz parte da Comissão de Saúde, na Câmara Municipal, juntamente com Mauro César e Cabo Cunha, enviou um ofício para a secretária de Saúde, na tarde desta segunda, cientificando-a que após a reunião, iriam até a Secretaria para que ela explicasse sobre o assunto, referente à foto.
Por volta das 19h30, os dois vereadores estiveram no Antônio Vieira, mas o recepcionista informou que a secretária não se encontrava no local. Em seguida, os vereadores foram até o PAM para averiguações de como estava o atendimento.
Ouvidos, alguns funcionários apresentaram grande temor em contar a realidade, evidentemente, preocupados com retaliações.
O médico que chegou para o plantão disse que, realmente, tem dias em que a comida é boa e em outros não.
Sobre o transporte dos alimentos
A grave denúncia foi feita em uma página da rede social Facebook, no sábado (24) dando ciência sobre as péssimas condições em que são transportados os alimentos oferecidos no Pronto Atendimento Municipal, de responsabilidade da Prefeitura de Formiga.
As bandejas com as refeições estavam no porta-malas de um veículo visivelmente sujo e inadequado para tal serviço. Além disso, os alimentos estavam cobertos apenas por plástico filme.
A situação revoltou um cidadão que registrou o fato por meio de fotos, enquanto aguardava o atendimento de um familiar.
A grande dúvida era a quem seriam destinados os alimentos, porém, em contato com a enfermeira responsável pelo PAM, foi informado que as refeições de pacientes que ficam em observação na unidade são preparadas pela equipe da Santa Casa de Formiga.
A direção da Santa Casa, por sua vez, se pronunciou por meio de nota, confirmando a informação da enfermeira e garantindo não ter qualquer responsabilidade sobre os alimentos servidos aos funcionários do PAM, a quem as refeições flagradas são fornecidas.
Na Prefeitura, foi confirmada a terceirização do serviço para o preparo de refeições para profissionais do PAM, e sobre a grave denúncia foi divulgada a seguinte nota: ?A alimentação dos pacientes é fornecida pela Santa Casa de Caridade e é definida de acordo com as necessidades específicas de cada um. Quanto ao carro fotografado em frente ao PAM (Pronto-Atendimento Municipal), o automóvel estava com alimentação destinada aos funcionários, fornecida por outra empresa contratada. A direção do PAM entrou em contato com a empresa responsável para obter explicações sobre o ocorrido. A proprietária informou que o veículo destinado ao transporte da alimentação é outro e que, naquele dia específico, um funcionário novato utilizou um carro que não é destinado para esse fim. A empresa assegurou à direção do PAM que esse fato não se repetirá e que o transporte já está sendo feito pelo veículo correto.?
Atualizada às 9h30

print
Comentários