Embora o feriado não seja emendado, milhares de veículos devem seguir para o litoral e interior do Estado, com fluxo maior das 16h à 0h desta sexta (23) e das 6h às 18h do sábado (24).

O movimento mais intenso de saída para o Natal já era visível nesta quinta-feira (22) na BR–381, sentido Vitória (ES). Houve retenção em boa parte do dia no trecho entre a capital e João Monlevade, na região Central, o que piorou com o tombamento de um caminhão no fim da tarde em Sabará, na região metropolitana, e interditou a pista.

A recomendação dos agentes de trânsito é que os motoristas evitem sair nos horários de pico, mas quase não sobram brechas para os condutores. Na BR–040, que vai de Brasília a Juiz de Fora, na Zona da Mata, passando por Belo Horizonte, a concentração maior vai das 16h às 21h desta sexta (23) e das 7h às 14h da véspera de Natal. No domingo, o movimento só muda de sentido na volta para casa, com volume intenso das 14h às 21h.

Os horários de pico se repetem no Ano Novo. A estimativa da Via 040, concessionária responsável pela BR–040, é que 952 mil veículos circulem entre o Natal e o réveillon. “A concessionária pede atenção redobrada dos usuários nos períodos de pico de saída e de retorno dos feriados”, declarou, em nota.

Na Fernão Dias (BR–381), entre Belo Horizonte e São Paulo, o fluxo será ainda maior, com 2,3 milhões pela via desta sexta (23) até a segunda-feira pós-Réveillon – volume 14,5% maior que em dias normais. Os horários de pico são ainda mais estendidos na rodovia: abrangem todo o dia desta sexta (23) e vão das 6h às 18h de sábado (24).

Entre as dicas de segurança, a Autopista Fernão Dias, que administra o trecho, informou que “é importante respeitar os limites de velocidade e programar paradas ao longo da viagem, para descanso e alimentação”.

Já no sentido Vitória da 381, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) não espera um movimento tão intenso como nos outros anos por não ser feriado prolongado – a corporação não tem estimativa de número de veículos. Segundo o inspetor Aristides Júnior, chefe da sala de imprensa da PRF, o horário de pico é contínuo desde esta quinta-feira (22), com retenção no trecho de pista simples próximo à ponte do rio das Velhas, entre a capital e Sabará, na região metropolitana. A Polícia Militar Rodoviária (PMRv) e o Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DEER-MG) também não têm medições sobre horários de maior pico.

SAIBA MAIS:

Obras. Durante os dias de pico do Natal e do Ano Novo, as obras nas BRs 040 e 381 (Fernão Dias) serão reduzidas e nenhum trecho será interditado.

Carga. A circulação de caminhões que fazem transporte de cargas excedentes e especiais e demais veículos portadores de Autorização Especial de Trânsito (AET) está vetada desta sexta (23) até segunda-feira (26), o que se repete no Réveillon.

Rodovida. A PRF faz a operação para coibir o excesso de velocidade, a embriaguez ao volante e as ultrapassagens proibidas.

Estado já teve três mortes

Três pessoas morreram e outras cinco ficaram feridas em acidentes registrados nesta quinta-feira (22) nas estradas mineiras. Na BR–356, em Itabirito, na região Central do Estado, dois veículos bateram de frente e dois morreram carbonizados.

Na BR–040, em Nova Lima, na região metropolitana da capital, um jovem em um Gol bateu na traseira de um caminhão e morreu.

Cinco pessoas, entre elas uma criança de 1 ano, ficaram feridas em uma batida entre um carro e um caminhão na BR–265, em Lavras, no Sul de Minas.

 

Fonte: O Tempo Online ||

Imprimir

Comentários