A diarista Rosângela Silva, 48, moradora do bairro Vila Nossa Senhora da Conceição, em Sabará, na região metropolitana, agora ri do susto que passou com a cachorra Mel, a vira-lata caramelo da família, de um ano e oito meses, após ela ficar com a cabeça presa em um buraco feito no muro de casa, para escoamento de água. O problema mobilizou uma equipe do Corpo de Bombeiros na manhã dessa segunda-feira (3). Os militares precisaram quebrar o muro para poder libertar o cão.

A dona da cadela afirma que tudo aconteceu quando ela se preparava para sair de casa para trabalhar e resolveu brincar um pouco com a Mel, mas deu falta dela.

“Eu tenho outra cachorrinha da raça Yorkshire e ela passa naquele buraco, mas a Mel não passa. Como elas brincam muito, acredito que de manhã, quando dei falta dela, para brincar um pouco antes de ir trabalhar, ela foi atrás da outra cachorra, enfiou o rosto lá e agarrou. Ficamos mais de uma hora tentando tirar ela. Meu sobrinho tentou quebrar o muro e não conseguiu. Como é concreto, ficamos com medo de quebrar o pescoço dela e chamamos os bombeiros”, explica.

O trabalho de resgate por parte dos bombeiros durou 30 minutos. Antes dos militares, a família tentou retirar o animal por cerca de 1h30.

Após ser libertada, a dona diz que a vira-lata caramelo já queria logo brincar. Um alívio pra toda família. “Foi um susto”, diz Rosângela agora rindo da situação. “Na hora estava todo mundo em desespero e chorando”, completa.

Fonte: O Tempo

Imprimir
Comentários