Minas Gerais dá mais um passo no retorno das aulas presenciais. A partir desta segunda-feira (12), as atividades estão autorizadas para alunos do primeiro ao quinto ano nas cidades que estavam na Onda Vermelha do programa Minas Consciente. Também há ampliação de retorno para alunos do novo ano do ensino fundamental e do terceiro ano do ensino médio nos municípios que retornaram em 21 de junho. 

A reportagem da Itatiaia foi à Escola Estadual Professor Batista Santiago, no bairro Santa Mônica, região da Pampulha, em Belo Horizonte. Na instituição de ensino, havia movimentação de alunos, que retornavam às salas de aula após um ano e quatro meses de suspensão das atividades devido à pandemia de covid-19. 

O retorno presencial das aulas é opcional. Cabe aos pais e responsáveis decidirem se mandam os pequenos às escolas. Os que desejam retornar devem informar às escolas, para que a instituição de ensino se programe.

Greve

O retorno presencial se dá em meio à greve sanitária estabelecida pelo Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG). A categoria alega que, com os atuais indicadores, o retorno presencial seguro é inviável. 

Conforme a subsecretária de Desenvolvimento da Educação Básica de Minas Gerais, Isabela Cavalcante Martins, as escolas devem informar à Secretaria de Estado de Educação (SEE-MG) os casos de professores que aderirem à greve sanitária. 

Fonte: Itatiaia

print
Comentários