Em pouco tempo, o grupo composto por Delminda, Nereide, Vera Lucia Costa, Marta Bruno, Vitoria Correa, Maria Marta, Izabel Vaz, Isabel Pereira, Olga Senne, Gisele Kuka, Emiliana Pereira e Hortência Nunes, se mobilizou e saiu em busca de doações que viabilizassem o objetivo a ser alcançado: equipar a Santa Casa de enxoval decente.

Arrecadadas as doações dos mais diversos valores junto ao círculo de amizade das voluntárias e também através da ajuda de muitos outros doadores, foram adquiridos os tecidos. A etapa dos cortes dos tecidos contou com o trabalho das voluntárias já citadas e ainda com o auxílio das costureiras do Centro Espírita Lázaro e das costureiras Eliana Vilela, Soraya Morais, Carmem Lucia da Silva e Francis além do esforço das ajudantes de corte Marta Borba, Lucia Almeida, Neusa Gome e de D. Lia.

A logo do grupo “A Santa Casa é nossa”, que está silkada nas peças, foi doada por Márcio Camargo; Renato Silk Screen doou o silk, e também figuram entre os parceiros, Clóvis Artesanato Minas, e Confecções Fidalga, que igualmente desempenharam importantes papéis para o êxito desta empreitada que ao final, resultou na entrega à Santa Casa de:

424 unidades de lençóis brancos;

397 unidades de viróis verdes;

407 unidades de fronhas;

119 unidades de traçados;

77 unidades de camisolas;

119 unidades de cobertores laváveis

Sem título1 0003 DSC03864.JPG

Grupo de voluntários em companhia do provedor Sidney Ferreira após a entrega 

Sem título1 0002 DSC03860.JPG

Delminda Gandra exibe peças do enxoval produzido pelo grupo 

Redação do Jornal Nova Imprensa

print
Comentários