Serão concluídos neste domingo (14), em Fernando de Noronha, os exames de corpos e destroços do voo AF 447 da Air France, que caiu no Oceano Atlântico dia 31 de maio. Os corpos serão transladados no mesmo dia para o Recife, de acordo com informações de representantes da Aeronáutica e da Marinha, em entrevista coletiva neste sábado (13). Também neste domingo, às 10h, a fragata Constituição iria atracar no Porto do Recife, trazendo destroços e objetos pessoais recolhidos na área de busca. As peças da aeronave ficarão sob responsabilidade do Bureau D´Enquêtes et D´Analises pour la Securité de l´Aviation Civile (BEA), conforme acordo entre a autoridade aeronáutica francesa e a Air France
Não houve missões de busca neste sábado por causa do mau tempo. Aeronaves chegaram a ser envidas ao local onde estão sendo localizados os destroços, mas foram chamadas de volta porque o mau tempo impedia a visualização.
A única novidade do dia foi que um navio mercante de nome Gammagas, de bandeira da Antígua e Barbuda, que partiu de Montevidéu com destino ao Reino Unido, passando pela área de busca, recolheu uma peça do avião, de tamanho médio, num ponto 415 quilômetros a noroeste do Arquipélago de São Pedro e São Paulo. O comandante da embarcação procurou contato por rádio com os navios das operações de busca, mas, não conseguindo, enviou um e-mail ao Salvamar do Nordeste, comunicando o recolhimento da peça. O e-mail também continha fotos que serão disponibilizadas nos sites da Força Aérea e da Marinha. A peça ainda se encontra a bordo deste navio.
O vice-almirante Edson Lawrence informou ainda que o embaixador da França, Pierre-Jean Vandoorne, chegará ao Recife no domingo e se reunirá no Cindacta para troca de informações. O cônsul francês também deverá estar presente na reunião que ocorrerá às 15h30.
Durante a passagem da fragata Constituição nas proximidades de Fernando de Noronha, um helicóptero H-60 Blackhawk, da Força Aérea Brasileira, recolheu os três corpos que estavam no navio e os transportou para realização dos exames periciais.
Outros 21 corpos que estavam em Fernando de Noronha chegaram às 14 horas à Base Aérea do Recife, sendo encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML) da capital pernambucana.

Imprimir
Comentários