Oficialmente, o Windows 7 é, desde o primeiro minuto desta quinta-feira (22), o novo sistema operacional da Microsoft. Depois de meses de testes, finalmente a gigante norte-americana liberou para comércio, em todo o mundo, o software em suas versões Home Basic, Home Premium, Professional e Ultimate. A partir de hoje você já pode fazer a migração para o novo OS, que, pelas impressões deixadas durante as fases de experimentações, vai substituir com méritos e aplausos o Vista. Este deverá, em muito pouco tempo, passar a ocupar espaço na galeria dos lançamentos da Microsoft que deram errado.
Apesar de muita coisa do sistema operacional apresentado há cerca de dois anos ser bem interessante, a gritaria contra os problemas iniciais do Vista, especialmente com relação a incompatibilidades de programas e hardwares, levou-o a uma condenação precoce e fatal. As pesadas críticas fizeram com que a Microsoft resolvesse substituí-lo com pouco tempo de mercado, algo raro de ver no mundo dos lançamentos cercados de muitos investimentos. Portanto, sem mais nada a fazer, a única coisa a dizer ao agora aposentado OS é: até a vista, Vista!
ACEITAÇÃO A chegada do Windows 7 pode significar que, finalmente, teremos um sistema em condições de substituir o XP. Pelo menos já se sabe que ele conseguiu resolver uma série de problemas de desempenho, além de mexer em situações que mais atrapalhavam do que ajudavam a vida dos usuários. Ele conta com recursos bem interessantes, é muito fácil de usar e superprático. Há três meses venho trabalhando com o novo sistema, no lugar do XP, e não tenho nada a reclamar, diz a estudante de pós-graduação em comunicação e cultura Rúbia Piancastelli. A praticidade e facilidade de uso do Windows 7 é também destacada pelos designers de produtos Milton Azevedo e Cristiano de Magalhães, sócios da GraoStudio, que baixaram o programa há pouco mais de dois meses. Ele é bem mais leve e rápido para inicializar e encerrar tarefas, além de oferecer uma interface gráfica que chama a atenção, completam.
O novo sistema chegou às prateleiras à 0h em ponto, lançado em grande estilo com eventos promovidos pela Microsoft em parceria com redes de varejo. Em Belo Horizonte, a escolhida para receber uma programação especial na madrugada de lançamentos foi a loja Ponto Frio do Minas Shopping. O sistema, porém, foi apresentado aos jornalistas brasileiros um pouco mais cedo, em coletiva de imprensa promovida pela empresa, em São Paulo.

E o seu computador vai rodar bem o Windows 7? De acordo com a Microsoft, uma configuração de hardware capaz de executar a tarefa sem problemas deve ter processador com velocidade mínima de 1GHz, 1GB de memória RAM, 16GB de espaço livre no disco rígido, HD de 250GB e um controlador de vídeo compatível com o padrão DirectX9. A performance, claro, melhora à medida que essa configuração cresce. As quatro versões que chegam ao país têm os seguintes preços: Home Basic – R$ 329; Home Premium – R$ 399; Professional – R$ 629; e Ultimate – R$ 669. O Informá[email protected] já vem testando o Windows 7 há meses e você vai ver, nesta edição, as novidades do sistema.

print
Comentários