Redação Últimas Notícias

Nesta quarta-feira (20) é celebrado o Dia Nacional da Consciência Negra. Em alusão à data a Prefeitura de Formiga realizou nesta manhã, no Morro das Balas, a inauguração do memorial ao maior quilombo da região.

Por volta de 1725, a região foi ocupada pelo Quilombo do Ambrósio. O local também foi alvo, de acordo com documentos históricos, da maior chacina da época.

A cerimônia teve início às 9h e contou com apresentação de capoeira. Na ocasião, foi dado um simbólico tiro de morteiro, cuja munição foi uma pequena pedra que pode ser encontrada na localidade.

De acordo com registros históricos, os escravos que viviam na região usavam as pedras para munir as suas armas. É a partir deste fato que tem origem o nome “Morro das Balas”.

Representantes da administração municipal, do Legislativo e comunidade formiguense em geral estiveram presentes no evento. O memorial foi instalado ao lado do cruzeiro onde eram realizados cultos dos orixás pelos povos do Candomblé e da Umbanda.

Fotos: Decom/Divulgação

Sítio histórico

O Morro da Balas, situado na comunidade rural de Luanda, foi tombado como sítio histórico por meio do Decreto nº 5.682 de 20 de novembro de 2012 pelo então prefeito Aluísio Veloso. Na época, foi tombada a área onde se localiza um cruzeiro. O local recebeu o nome de “Palanque Morro das Balas”.

Apesar da área ser particular, com o tombamento, o local não pode sofrer intervenções. O entorno do bem tombado compreende de um raio de cem metros, tendo o cruzeiro como o centro. Dentro deste círculo, não poderá sofrer intervenções e/ou construções e plantações de arborização renovável, que prejudiquem a sua ambiência e a visibilidade do bem tombado, como determina as diretrizes contidas nos dossiês de tombamento.

O estudo do projeto de revitalização da área teve início em julho deste ano pela Secretaria de Cultura em parceria com o coletivo Empoderados MG e com apoio do proprietário do terreno.

Quilombo do Ambrósio

O Quilombo do Ambrósio, localizado no Morro das Balas, era confederado do famoso Quilombo do Campo Grande, localizado ao norte do atual município de Cristais. Além de Formiga, haviam quilombos confederados nos territórios dos atuais municípios de Aguanil, Cristais, Guapé, Piumhi,  Pains e Arcos. Confira um pouco da história da toponímia quilombola da região e Formiga no site MG Quilombo.

“Raça Negra Para Todos”

As celebrações em alusão ao Dia Nacional da Consciência Negra tiveram início no domingo (17) com a realização do evento “Raça Negra Para Todos”. 

Organizado pela formiguese Terê Faria, a festa que neste ano chegou a 6ª edição é a única celebração à data realizada na cidade.

Consciência Negra

O Dia Nacional da Consciência Negra no Brasil foi criado em 2003 e é celebrado em 20 de novembro. É feriado em cerca de mil cidades em todo o país e nos estados de Alagoas, Amazonas, Amapá, Mato Grosso e Rio de Janeiro, por meio de decretos estaduais.

A data foi escolhida por coincidir com o dia atribuído à morte de Zumbi dos Palmares, em 1695, um dos maiores líderes negros do Brasil que lutou pela libertação do povo contra o sistema escravista. A data, dentre outras coisas, sucinta questões sobre racismo, discriminação, igualdade social, inclusão de negros na sociedade e a cultura afro-brasileira, assim como a promoção de fóruns, debates e outras atividades que valorizam a cultura africana.

Hoje em dia, a consciência negra é celebrada durante todo o mês de novembro.

Imprimir
Comentários