Redação Últimas Notícias 

Após um ano e um mês desativada, a Unidade de Terapia Intensiva  (UTI)  Neonatal Dr. Concéssio Batista da Costa, da Santa Casa de Caridade de Formiga voltou a funcionar. O anúncio foi feito nessa terça-feira (15) pela gestora executiva do hospital, Myriam Araújo Coelho.

Os atendimentos na unidade intensiva foram suspensos no dia 1º de dezembro de 2017 devido aos atrasos de repasses do Governo do Estado. Após seis meses de salários atrasados, a equipe médica da unidade encerrou as atividades.

Segundo Myriam, a reabertura foi possibilitada por meio da gestão compartilhada com a Prefeitura e a viabilização de verbas estaduais. A manutenção da unidade é estimada em torno de R$ 240 mil.

A UTI Neonatal que possui 10 leitos e atende nove municípios da microrregião entrou em funcionamento as 19h dessa terça. Com a reativação, a unidade passa a receber a demanda de urgência dos neonatos por meio da Regulação do SUS Fácil com o transporte do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Foto: Gleiton Arantes/Últimas Notícias

Repasses

Em novembro do ano passado o então secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais, Nalton Sebastião Moreira da Cruz, repassou para a Santa Casa o montante de R$300 mil  para o processo de reabertura. O recurso que foi temporariamente transferido para a Maternidade Sofia Feldman (BH), é advindo do incentivo ao programa de Rede Cegonha, que até então, estava suspenso pela ausência de prestação de serviços.

UTI Adulto

A partir do dia 1° de fevereiro a UTI Adulto também terá funcionamento pleno. A unidade foi inaugurada com 17 leitos, mas apenas 10 são habilitados. Após adequação física, realizada com recursos próprios da Santa Casa, os sete leitos que estavam sem funcionamento serão ativados.

Hemodinâmica

 O serviço de hemodinâmica que estava desativado desde novembro de 2016, foi terceirizado em setembro do ano passado e já recebe pacientes de convênios e particulares.

Segundo Myriam, no dia 10 de setembro, o hospital solicitou ao Comitê Gestor de Urgência e Emergência da SRS/Divinópolis o Incentivo mensal do IAM (infarto do miocárdio) de R$100 mil para atender os pacientes regulados pelo Samu/SUS, sendo que a negociação ainda está em andamento junto ao atual Governo do Estado. “Por ser uma demanda reconhecida como crescente e sem acessibilidade na Região de Saúde Oeste, o recurso do IAM, uma vez depositado, imediatamente os pacientes oriundos do SUS serão atendidos pela Tabela SUS, conforme acordado com a Empresa Terceirizada. O objetivo é construir uma série histórica para garantir o credenciamento futuro”, disse a gestora.

 “Todos os serviços que estavam em ‘desuso’ na Santa Casa, desta forma, voltam a funcionar normalmente até 1º de fevereiro, ofertando uma assistência segura e qualificada para o cidadão formiguense e de toda a região”, finalizou Myriam.

IMPRIMIR